Chás Que Mulheres Grávidas Não Podem Tomar

Todos sabem que existem alguns tipos de medicamentos que não são recomendados as mulheres grávidas, pois podem ser altamente prejudiciais durante o desenvolvimento do feto. O que poucas pessoas sabem é que alguns chás e ervas naturais também podem ser prejudiciais e causar alguns danos a saúde do bebê ou da própria mãe.

Os consumos descuidados dessas plantas medicinais podem diminuir a produção do leite materno que é extremamente importante para manter o bebê saudável, pode causar intoxicações graves e nos piores casos podem causar o aborto. Os danos causados pelo chá vão depender da quantidade e da frequência de consumo. Por isso é importante se informar e ter bom senso para não obter resultados indesejados.

Chás Que Mulheres Grávidas Não Podem Tomar

Chás Que Mulheres Grávidas Não Podem Tomar

Chás Que Mulheres Grávidas Devem Evitar

– Chá de Canela: O consumo de chá de canela pode causar contração nos músculos uterinos, além de provocar constrição sanguínea.

– Chá de Boldo: Conhecido por melhorar os distúrbios gástricos. Possui ascaridol e por isso causa efeitos tóxicos que podem causar o aborto.

– Chá Verde, Branco e Preto: Por acelerar o metabolismo pode causar palpitações cardíacas e mal estar.

– Chá de Erva Doce: Estimula a menstruação por aumentar os níveis de estrogênio.

Vejam Abaixo Outros Contraindicados Durante a Gravidez

Chá de Calêndula, Erva de Gato, Tussilagem, Erva de São Cristóvão, Castanha da Índia, Cavalinha, Ginseng, Verbena, Tanaceto, Babosa, Ulmária, Salsinha, Rosa De Damasco, Barbana, Viburno, Raiz de Angélica, Ínula, Hidraste, Zimbro, Salgueiro Branco, Sementes de Aipo, Orégano, Erva de São João, Sálvia, Agnocasto, Espinheira-Santa, Hissopo, Sene, Confrei, Arália e Alfazema.

Deixe uma resposta